quinta-feira, 21 de outubro de 2010

A música



                Durante esses dias, eu estava observando o quanto a música é utilizada pelos seres humanos e o quanto ela nos faz conhecer um pouco das pessoas e do mundo que nos rodeia. Independentemente do tempo que temos e do quanto nossas vidas estão cheias de compromissos que precisam ser cumpridos, sempre há um tempo para escutá-las, porque elas acabam por fazerem parte da nossa rotina. Então, partindo dessa premissa, começo a observar sobre a influência que estas possuem em nosso viver.


                A música, observada pelo lado de sua constituição material, acaba por ser uma poesia cantada; versos que são escritos por inspiração em alguém ou em algo (que aconteceu ou que possa estar acontecendo com o escritor e que traz a luz uma obra), que possuem pronúncias em suas palavras que acabam por harmonizar umas com as outras, e estas com sons de outros instrumentos, que acabam por se unirem e formarem uma poesia em suas próprias linguagens.


Esta harmonia de sons, quando sincronizada de certa forma com a harmonia existente no nosso corpo, produz certa sincronia que muitas vezes é automática e incontrolável em nós, que é percebida mais visivelmente quando há o famoso ‘bater o pé’, isto é, o nosso corpo acaba reagindo com o som e gera certos impulsos, onde inicia o processo de dança. E como é bonito o processo da dança se encaminhando em nosso corpo, que acaba por se adequar a cada ritmo, a cada nota, a cada caminho que a música nos faz percorrer, mas isso já é história de outro post porque você está fugindo do assunto, desatento.

E é incrível que, ao observar as músicas, percebemos como elas influenciam o nosso modo de ser, porque ela realmente nos leva a um certo caminho, abrindo de certa forma o nosso interior, seja com memórias ou com sentimentos que antes ficavam guardados a sete chaves ou aqueles que só precisavam de um incentivo para se mostrarem. Com suas mágicas e magníficas facetas, a música em si nos leva a conhecer lugares e pessoas diferentes, novos mundos que se desvelam ao nosso conhecer.



A música também nos faz diferentes e acaba por mostrar um pouco de cada e ao mesmo tempo um pouco de todos. E por ela acabar nos caracterizando de certa maneira, é até comum escutar algumas músicas para recordar de algumas pessoas que hoje podem não estar tão próximas e acabar por ‘matar’ a saudade que há dentro de nós. E ela também acaba por marcar algumas datas, como 1º dia de namoro, casamento, aniversário da prima, o dia que conheceu Fulano, o que faz da música ter uma função nostálgica em nós.


A música é fruto do nosso cotidiano e influencia toda a nossa vivência, então é preciso observar bem o que está escutando para que você possa refletir sobre como você está e onde é necessário melhorar em você. E tome cuidado com determinados tipos de sons, e ao meu modo de ver estes tipos não são músicas, pois não se constituem de poesias cantadas, mas sim de meras baixarias usadas com sons.

See you later  ;]

12 comentários:

  1. Super interessante essa postal sobre musica ... pois realmente a musica esta presente em nossa vidas desde sempre ....

    ResponderExcluir
  2. Ana Carolina de Jesus21 de outubro de 2010 16:14

    Musica é algo que nos faz indentifica o nosso eu... ela espressa aquilo que sentimos e desejamos....

    ResponderExcluir
  3. Antes mesmo de terminar de ler sua crônica, eu ia fazer uma ressalva negativa, mas nem foi preciso, vc conclui o mesmo pensamento que eu no final, "alguns lixos 'musicados'", não podem ser rótulados como poesia cantada. Arthur seu texto está ótimo e foi impressionante como você buscou no fundo e trouxe a tona determinados sentimentos, as vezes escondidos, como a musica que lembra uma pessoa, uma data, uma recordação, entre outras coisas...Parabéns pelo texto, está perfeito!

    By J v n i n h o خونيو

    ResponderExcluir
  4. Muito bom Arthur. Você conseguiu escrever o que eu sempre pensei sobre musica mas nunca consegui formalizar. PARABÉNS

    ResponderExcluir
  5. Todos nos temos aquela que nos indentifica que nos completa ou que nos insentiva a mudar . Realmente a musica é algo determinante na vida de cada um . Otima materia .

    ResponderExcluir
  6. ArThuzinho ficou muito bom ... Demonstra aquilo que tudo mundo vive mais ninguem espressa em palavras .

    ResponderExcluir
  7. Qual a sua música, Arthur???

    ResponderExcluir
  8. noooossa, Arthuuur! seu blog bombando as visitas, hein! que orgulho. >_<

    anyway, ótimo-ótimo texto. amei. e vi você falando cada pedacinho dele. beijos! :*

    ResponderExcluir
  9. Caraa, teu blog é muito legal e essa postagem sobre música ficou muito perfeita.
    Você espandi sentimentos que pensamos e não sabemos expressar. Até resalva coisas maléficas na música e deixa claro qual o propósito de tudo. Muito legal mesmo.
    E seu blog bomba de visitas também. E merece.
    Parabéns pela forma de expressão muito maneira e convicta.
    Abraço;

    ResponderExcluir
  10. Amooo o teu blog... as coisas que tu falas me fazem pensar... adorei a postagem sobre a música!
    bjos =*

    ResponderExcluir